O que é uma solução para gestão do cuidado ?

Há muito tempo discute-se problemas na saúde suplementar, bem como na saúde corporativa, sobre a fragmentação do cuidado e a grande disponibilidade de rede prestadora de serviços, clínicas, hospitais e laboratórios. Como conseqüência, os beneficiários aleatoriamente buscam por tais serviços afim de suprir suas demandas e necessidades em saúde, com pouca base de conhecimento sobre o que de fato supriria seus problemas, aumentando a chance de desperdícios, redundância, e por fim o aumento dos custos.

Quais são os métodos utilizados para gestão do cuidado ?

A solução para gestão do cuidado, ainda muito pouco conhecida pelo mercado, foi desenvolvida com foco no paciente, e desenvolve uma coordenação das ações afim de estabelecer atividades clínicas integradas e colaborativas, bem como baseada em evidências, focada em buscar desfecho clínico. Atualmente grande parte dessas soluções tem utilizado a atenção primária à saúde como ponto de partida para buscar esses objetivos. Como visto em outros países, a atenção primária conseguiu coordenar o cuidado e realizar gestão de saúde populacional, desde que tenha os seguintes critérios mínimos para sua construção:

  • Metodologia
  • Tecnologia
  • Integração com atenção secundária e terciária
  • Foco em desfecho
 

Qual o papel da atenção primária ?

No Brasil, a APS dentro da saúde suplementar e privada vem atuando ainda de maneira a buscar volume, sem ferramentas ou tecnologia adequada para gestão de saúde individual e populacional, bem como pouca base analítica para mensuração de experiência e resultados. Além disso, a integração com especialidades e cuidados hospitalares também precisa consolidar, caso contrário será mais um “fragmento”, dentro de um ecosistema já muito fragmentado.

Tanto a atenção primária quanto outros métodos para gestão do cuidado, iniciam o trabalho através de comunicação, afim de despertar o interesse do beneficiário a receber um cuidado diferente e resolutivo, a partir de um time composto por médico e enfermeira. O assessment ou diagnóstico, é a etapa inicial para construção do plano de cuidados, bem como conseguir o engajamento.

Quais as etapas para construir uma base sólida na gestão do cuidado ?

Todas as etapas de transição, a partir do planejamento do cuidado, quando necessária, para especialidades ou para hospitais inclusive, seriam realizadas e sob a responsabilidade desse mesmo time de cuidados, que utilizando tecnologia, fazem a navegação do beneficiário, estruturando a informação e mensurando a efetividade das ações.

Acreditamos que em breve, a “Gestão do Cuidado” será uma pauta discutida e implantada, pela necessidade de soluções no curto prazo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *